quarta-feira, 14 de julho de 2010

As novidades de hoje.

Então, gente! Hoje fui a mais uma tentativa mesopotâmica de dar um novo rumo na minha vida! Mais uma oportunidade surgiu, e lá fui eu, com gosto de gás, brigar por essa oportunidade!

Bom, como falei em alguns posts anteriores, ninguém deve cantar vitória antes de ver o resultado. Também não vou sofrer por antecipação. Se for para minha felicidade, conquistar essa oportunidade, beleza! Se não... Deus com certeza está me ajudando nessa seleção...

Mas enfim. O local é numa área nobre da cidade. Numa avenida bastante movimentada porém muito complicada, quero dizer, muito contra-mão pra mim sabe? Mas o ambiente parecia bacana. E além de tudo, o que eu estou buscando são oportunidades que me dêem a segurança de um plano de saúde para meu filho. Estou realmente muito criteriosa nesse sentido. Já recusei muitas oportunidades com salários até interessantes mas gastar dinheiro com plano de saúde, em modo particular, por experiência própria e de vida, eu mesma não!

É tudo muito complicado por causa da minha deficiência física porque é congênita e por isso, inúmeras coisas não são garantidas na cobertura do plano. Já no caso do empresarial, eles aceitam tudo e não questionam nada.

Foi interessante a entrevista porque a pessoa tinha uma experiência de vida, pessoal e profissional bastante semelhante a minha, e ela me categorizou como uma pessoa determinada. Uma guerreira! Me motivou e gostou muito do que eu conversei com ela. Também elogiou meu currículo dizendo que ele é muito diversificado. Que admirava pessoas que não temem e gostam de desafios novos.

Enquanto ainda não recebo a proposta tão sonhada que eu realmente queria e que é de acordo com a minha qualificação, se realmente der certo essa oportunidade de hoje, eu terei de agarrar, pois outra igual, acredito que vai demorar muito para acontecer.

E pensar que eu já havia recusado a seleção dessa empresa umas três vezes, eu acho... Quando me mostravam a lista de oportunidades nas empresas, eu escolhia sempre outra. Via a empresa em questão mas não optava por tentar e a empresa acabava esperando que houvesse deficiente que pudesse participar da seleção. Acho que desde de março, ela estava nessa lista...

Agora vamos torcer, né? Seja o que Deus quiser!