sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Ow meu Deus!!!

Nossa...

A noite se reservou de um modo tão especial!

Independente de crença, gostaria que respeitassem o que vou dizer aqui. É o que me acontece, estou realmente sensibilizada e vou comentar aqui com vocês.

Hoje eu recebi uma visita especial de um tio muito querido. Fazia muito tempo que eu não tinha notícias dele. Quase 4 anos. Ele queria dar uns recados. Disse que queria muito que eu avisasse aos filhos dele, que ele gostaria que eles fossem visitá-lo no interior. Que já faz tempo que eles não vão lá. Que rezava muito pedindo proteção a cada um deles. Que sentia saudades... =(

Aê ele falou do papai, irmão dele tão querido e próximo, disse que se sentia muito feliz e orgulhoso, e que se sentia como se tivesse falando com ele, orientando e dando conselhos e parecia que meu pai o ouvia. Que estava muito feliz por papai estar me ajudando tanto nesse momento que preciso tanto!

Nossa! Ouvir a voz do meu tio, assim... Tão nítida, tão presente como se ele estivesse aqui, foi realmente muito emocionante. Sem falar que apesar de eu entender sua partida, eu não consigo me conformar, ainda doi muito... A saudade é muito grande porque ele era um tio muito, mas muito próximo e querido.

O que me matou foi quando eu percebi que ele beijou a cabecinha do meu bebê e ele imediatamente estremeceu, e eu ouvi novamente aquela risada feliz que só meu tio sabia dar... Meu Deus... Que saudade...

Já tô chorando de novo... Não consigo... Eu mesma irei visitá-lo no dia dos Pais, mesmo sabendo que provavelmente os filhos dele não irão. 

Mas minha parte eu fiz. Eu dei seu recado meu tio... Que saudade do senhor... Fica com Deus e em paz!