segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Minha opinião sobre o Chico Xavier - O Filme

Assisti o filme ontem. Como diz aê no cartaz foi exibido em Abril deste ano, né? Pois é... E eu não tive chance de assistir no cinema, mas felizmente ontem eu pude assistir no conforto de minha casa.

O que eu achei?

Dá pra não chorar? Gente, impressionante como o cinema brasileiro tá muito bacana! Eu era totalmente avessa aos filmes versão brasileira, mas a cada filme que assisto mais ainda fico encantada com a seriedade e tecnologia de ponta que eles utilizam. Dá gosto de assistir!

Chico Xavier, o filme, poderia ser uma amostra de vários espíritos ao redor do Chico, mas os únicos que visualizamos é da mãe do Chico e do Emmanuel.

Pegaram uma entrevista dada a extinta Tv Tupi e transformaram em filme baseado no que ele contou. Pelo menos a maioria foi...

E como é bom a gente rever o Chico. Eu gostava muito dele, ainda gosto e sei que ele está muito bem no plano superior, capaz de estar além de alguma Colônia! Imagino que André Luiz tenha visitado ele quando soube de seu desencarne.

A história paralela do casal que perdeu o filho num acidente envolvendo arma de fogo é uma amostra da ajuda entre tantas outras que o Chico proporcionou para milhares de pessoas, dando respostas, esperança e conforto. Chorei muito com a carta entregue à mãe, com as 10 linhas mais lindas que já ouvi. A Cris estava incrível nessa cena, um olhar ansioso e esperançoso. Achando lindas as palavras que haviam na carta mas sem saber que era de seu filho, e ao saber, ficar realmente como se estivesse abraçando-o.

Queria ter o privilégio de receber uma carta de um parente querido, mas acredito que não é tão simples assim, né? Já pensou, uma folha de papel escrita caindo dos céus e chegando em minhas mãos? (risos) É necessário buscar um Centro Espírita que tenha um médium que psicografe e eu até conheço um lugar, mas faz tempo que não visito...

Os ensinamentos do filme do Chico são tocantes, como o significado das lágrimas de saudade. O bem que causa para quem partiu ao contrário das lágrimas de revolta da perda do ente, que não transmite bem algum nem pra quem se foi nem pra quem ficou.

Ri muito com a cena e depois com o que o próprio Chico contou do incidente no avião. Emmanuel me lembrou muito o jeito do Rehael, meu guia. "Você acha que é merecedor? (...) Ah, então cala a boca e morre com educação. (...) Deixe de grito".

Emmanuel já está na Terra entre nós. Deve ter uns 8 anos hoje... Às vezes me pergunto se o Emmanuel por acaso não terá uma missão parecida com a do Chico...

É um bom filme, vale a pena assistir. E como eles mesmos reconheceram, falar do Chico teria de ser muitas outras histórias, mas ali já foi um bom começo.