sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Assunto bem delicado

Oi pessoas.

Hoje o assunto não vai envolver minhas crises escalafobéticas, nem minhas neuras por conta da deficiência, nem mensagens auto-estima ou algo do gênero.

Será um desabafo o que irei fazer aqui. É uma coisa que me incomodou lá na década de 90. Que vi uma única vez no jornal local falando de conflitos de guerra no Oriente Médio, mas acho que nunca mais eu irei esquecer. Estamos no final de 2010 e eu lembro nitidamente da cena como se tivesse assitido há pouco...

É uma cena chocante que mostra um homem e uma criança de no máximo 3 anos (acho que menos) cercados por soldados inimigos de seu país. A criança fica literalmente pra lá e pra cá, sem saber pra onde correr, e o homem fica pedindo por tudo para eles não atirarem na criança. Pelo menos nela não. A criança chora assustada.

Me dá um nó na garganta colocar pra fora essa lembrança mas eu tô precisando porque nas últimas semanas é o que mais tenho lembrado. Não sei se é porque eu imagino essa criança como o meu filho... Não sei...

Logo atrás dos soldados estão jornalistas de todo o mundo, talvez tentando intimidar os soldados de modo a impedir o massacre. Lembro que eram mais ou menos uns cinco soldados com armas de cano longo ou rifles, apontados para o homem e a criança.

Eles não tiveram piedade da criança. A gente escutava o choro do bebê e o barulho dos tiros... -- Me chame de sensível, mas estou digitando isso aos prantos... -- O homem tentou fazer um escudo mas como eles estavam cercados por um muro atrás deles, as balas ricocheteavam na parede e acertavam a criança.

Lembro que depois, mostrava a cena dos dois agonizando no chão, o homem por cima da criança e depois a informação fria do repórter: O homem havia sido alvejado com mais de dez tiros e a criança oito.

Era uma cena profundamente triste e chocante, na minha opinião... E ao mesmo tempo absurda e revoltante! Como essas pessoas não têm coração! Como puderam fazer isso com uma criança inocente e indefesa? Por causa de imbecilidade de guerra de poder entre países? Enquanto os governantes comendo, bebendo e fazendo seus afazeres normalmente, inúmeras pessoas, crianças especialmente são violentamente mortas por besteira! Sequer poupar, ter compaixão, sei lá!

Eu espero sinceramente que um dia, essas pessoas que concordam em participar de guerras, percebam a conta extensa que terão de pagar nos Céus. Ainda mais com uma atrocidade dessas que eu lembro nitidamente.

Sinceramente, se me chamassem pra uma guerra, eu simplesmente dizia assim: "Eu mesma não! Vá você, que tá incomodado. Eu tenho mais o que fazer!"

Se cada um respeitasse o espaço do outro, nosso mundo seria muito melhor.

Essa cena jamais será esquecida!

P.S.: Procurei essa reportagem ou imagens pra mostrar pra vocês desse episódio mas infelizmente não encontrei, porém essa imagem da mulher se fazendo de escudo pra proteger sua família é recente.