sábado, 11 de dezembro de 2010

As coisas que nos acontecem...

Oi gente...

Chegou o fim de semana, hein? Coisa boa! \o/

Tem gente que tá em tempo de ter menino porque o ano tá acabando e tem inúmeras coisas para terminar antes que o ano termine! ^^

Mas gente, respira fundo aê porque logo logo, tudo estará resolvido. E todo o estresse vivido só tornou as coisas mais complicadas... Procura respirar com calma, olhar para seu desafio, seja algo a estudar, trabalho, filho ou o que seja, e resolva. Visualize como algo necessário a ser feito, que só poderá ficar legal se tiver o seu dedo nele e bola pra frente! Mostre sua capacidade! Você pode! Você vai conseguir!

Um exemplo: Eu fiquei arrasada no dia do meu aniversário quando a cabeleireira queimou uma lâmpada na minha cabeça pra justificar uma tentativa de fazer luzes no meu cabelinho... Tive de suportar alguns dias com ele meio loiro queimado... Fazia cada cagada e não podia dizer nada porque amigos próximos diziam "É porque ficou loura". ^^ -- Brincadeiras a parte, madeixas loiras não significam ser mais ou menos inteligente. A gente brinca mas é com respeito. Assim como brincam sobre os portugueses, sobre os cearenses e assim vai... Pelo menos eu, procuro respeitar ao máximo! Se alguém se ofendeu aê, perdão! Não foi intencional.

Bom, mas estou ruiva novamente! Hein? Quer ver? Ah...Sinto muito... Agora não vai dar... hehehehehhe -- É que o intuito do post de hoje é pra falar de outra coisa. Sobre situações que nos ocorrem no dia a dia e que algumas pessoas percebem, mas outras não.

Não importa como você é fisicamente certo? Mas alguma vez, no meio de algo que estivesse fazendo --  extremamente ocupado, agoniado, concentrado ou o que seja -- você parou pra olhar para o céu demoradamente e perceber o quanto você tem sorte de estar vivo? De ser quem você é? De estar onde está e com quem está?

Já reparou na beleza de vida que Deus te concedeu? Nas pessoas que teve oportunidade de conhecer? Algumas absurdamente especiais, praticamente essenciais para sua vida! E aquelas que aparecem de repente e saem de nossas vidas com a mesma velocidade que surgiram? E que fizeram coisas que você nunca vira antes alguém fazer por você?

Já ficou diante do mar e reparou na sua pequinês perante aquele oceano sem fim? Já valorizou cada brisa acariciando seu rosto?

Não é simples assim... Tem gente que encara a vida de uma forma como se estivesse numa batalha, numa arena em que você está lutando contra si mesmo. E o pior é a forma como se enxerga.

Por mais perfeita fisicamente que a pessoa seja, e não me refiro a ser linda e maravilhosa em sua aparência, mas sim por ter dois braços, duas pernas perfeitas, uma altura condizente com seu porte físico, a pessoa me aparece com queixas de que é gorda demais, magra demais, cabelo crespo demais, liso demais e por aí vai...

Olha ao teu redor e percebe quantas pessoas você conhece que usam óculos para enxergar melhor? E você usa? Se não usa, olha aí o seu primeiro diferencial. Graças a Deus que não precisa né? E você escuta bem? Pode ouvir quando bem entender a sua música preferida não é? E aqueles que nunca ouviram o som da voz da pessoa que mais amam?

É...Tem gente que reclama de barriga cheia! Isso eu tô dizendo não pra dar uma lição de moral pra ninguém, porque isso vale para mim também. Estou passando por uma fase ultimamente bem interessante e nova na minha vida. E eu bem que poderia reclamar, aliás, eu andei reclamando nos primeiros dias, querendo botar banca mesmo, só que aí, eu fiz isso que te questionei acima. Eu olhei pro céu e agradeci a Deus a oportunidade concedida. Eu olhei pro lado e apesar das minhas limitações, puta merda, eu ainda tenho muita sorte comparativamente a outras pessoas.

E é isso que me motiva a aceitar as provações que me ocorrem, porque eu sei que o dia de amanhã reservará algo compensador que me fará lembrar do dia anterior como um aprendizado que já foi, a dor passou, a chateação acabou e agora tá tudo bem de novo.

Experimenta fazer isso... Veremos como se sentirá depois.

Um ótimo fim de semana para todos nós!

Um xêro e um acôxo! \o/