domingo, 1 de maio de 2011

Queda de raio no meu condomínio.

Quem me conhece, sabe! Odeio relâmpagos, trovões e pior ainda, raios! Ou como o pessoal do jornal local diz abaixo: Descarga atmosférica... ¬¬'

Tenho várias razões para temer tanto esses fenômenos e sei muito bem o que fazer para evitar o pior. O problema, é que meu esposo é na contra-mão dos cuidados. E num momento de chuva com relâmpagos e tudo que tem direito, ele é o primeiro a ir tomar banho, a ficar de pés descalços abrindo geladeira e garanto que esses momentos são horas extras para o anjo da guarda dele, porque francamente! ¬¬

Agora, eu tenho muita sorte, né? Fui inventar de morar justamente num lugar onde há mais riscos de queda de raios... Pô, ninguém merece!

No último dia 29/04, o dia tinha cara de ser todo ensolarado, mas de repente o tempo fechou e quando todos menos esperaram, relâmpagos, trovões e raios. Eu não estava em casa na hora, apenas meu esposo, filho e a minha amiga que cuida dele. Mas lá do meu trabalho, o estrondo também foi alto no mesmo horário que o raio caiu aqui no Residencial.

Felizmente não aconteceu nada aqui e apesar de tudo estar bem arborizado do lado de fora, na passarela que dá acesso aos apartamentos, felizmente não fomos atingidos, nem perdemos nenhum eletro ou eletrônico.

Abaixo, a reportagem do jornal local comentando o que rolou no dia da queda do segundo raio no meu condomínio... >.< O fodético foi a reportagem ter dado o endereço completo da minha casa, mas enfim...fazer o quê... =P

CONJUNTO ESPERANÇA

Raio atinge condomínio pela segunda vez


Os moradores do Condomínio Bento Gonçalves, na rua com o mesmo nome, Nº 700, no Bairro Conjunto Esperança, tomaram um grande susto, ontem, ao meio dia, quando uma forte luz seguida de um estrondo surpreendeu a todos. Era uma descarga atmosférica no local. Este é o segundo fenômeno que atinge aquela edificação em menos de dois anos.

"Eu estava em casa e tomei um susto muito grande, pois pensei que era uma bomba explodindo. Mesmo com as minhas janelas sendo revestidas com fumê, o apartamento ficou todo iluminado", explicou o empresário Thiago Dias de Medeiros, que teve o seu modem, aparelho utilizado apara acessar a internet, queimado.

Ele comentou que mais de dez moradores tiveram algum equipamento danificado em suas residências. Entre os itens estão televisões, computadores, aparelhos de DVD e micro-ondas. "Vamos realizar uma reunião com todos os condôminos para que possamos procurar algum meio de ser ressarcidos desse prejuízo", frisou.

Segundo o empresário, essa é a segunda vez que o condomínio Bento Gonçalves é atingido por uma descarga atmosférica, a outra foi em 2009. "Acredito que isso aconteceu pela segunda vez pois o condomínio não tem um para-raios. O Corpo de Bombeiros Militar do Ceará já fez uma vistoria e condenou os itens de segurança relacionados aos raios", reclamou Medeiros.

O raio trouxe problemas para alguns, mas algo bom para outros. O comerciante Wellington Carvalho disse que após o raio vários clientes apareceram em sua loja querendo consertar seus aparelhos eletrônicos, que quebraram devido ao fenômeno. "Mas o importante é que ninguém se feriu", completou.

Prevenção

De acordo com responsável pelas redes de alta e média tensão da Companhia Energética do Ceará (Coelce), Eduardo Gomes de Paula, em casas e apartamentos a principal forma de se prevenir as descargas elétricas é o para-raio, que canaliza a eletricidade do fenômeno diretamente para a terra.

Mas ele alerta que o para-raio não é garantia de que a descarga elétrica será evitada. Pois os raios podem variar de intensidade, com isso dependendo da energia envolvida o para-raio pode não ser suficiente para proteger os moradores.

Gomes destacou alguns cuidados que devem ser tomadas em caso de tempestade e a pessoa estiver dentro de casa: evitar uso de chuveiro ou torneira elétrica, não ter contato com objetos com estrutura metálica, desligar
equipamentos elétricos para a proteção do próprio aparelho e também não utilizar telefone com fio.

Já fora de casa é importante não chegar perto de objetos metálicos e também evitar estar perto de locais como campos abertos ou piscinas.

"É importante lembrar que tanto a utilização do para-raio quanto se precaver com esses cuidados são fatores
importantíssimos para que nenhum acidente aconteça", afirmou Eduardo Gomes.

Perigos

No último dia 4 de abril uma descarga atmosférica atingiu a residência 161, na Rua B, do Bairro Jardim das Maravilhas, em Maracanaú. O fenômeno causou uma rachadura de dez metros na parede da sala, mas ninguém ficou ferido.

Em 2009, cinco pessoas morreram vítimas de raios no Ceará. Entre elas estão uma dona-de-casa, um estudante e um adolescente, respectivamente, residentes nas cidades de Crato, Catunda e Ubajara.

No ano passado, foram registrados duas mortes. Uma criança e um pescador foram atingidos pelo fenômeno.

EM 2011

100 mil descargas atingirão o Estado

Devido a rigorosa quadra chuvosa em todo o Ceará, neste ano, o número de descargas atmosféricas é grande. A expectativa é de que sejam 100 mil. Até agora foram registrados, pela Companhia Energética do Ceará (Coelce), 59 mil raios. No mês de abril foram cerca de 11 mil.

A cidade de Granja, na região Norte do Ceará, foi a mais afetada, com 767 raios, já Camocim recebeu 478 descargas atmosféricas e Caucaia 387.

Em 2009, a Coelce contabilizou, cerca de 100.870 descargas atmosféricas no Ceará. Enquanto em 2010, foram registrados cerca de 45 mil raios, sendo as regiões Norte e Sul do Estado as mais atingidas.

As cidades que tiveram as maiores ocorrências nos últimos dois anos, de acordo com a Coelce, foram Granja, com 320 feixes Bela Cruz, com 253 descargas, ambas localizadas na região Norte do Estado.