domingo, 12 de junho de 2011

Ao meu sempre e eterno namorado...


Você pode não ser a única razão pela qual eu sorrio,
Mas você é definitivamente a minha (razão) favorita.

Dia dos namorados, né? Pois é... Para alguns um dia como outro qualquer, simplesmente domingo... Para outros, muitas e muitas emoções estão por vir... Muitas coisas a fazer para surpreender a pessoa amada...

Hoje ao acordar, me deparei com uma das coisas que meu esposo sabe melhor do que ninguém, do quanto considero mais do que qualquer outra coisa material que exista na face da Terra. Um simples cartão. Aliás, não era um simples cartão porque a mensagem dele impressa parecia ter sido personalizada. Perfeita! Palavras pra mim são muito mais importantes do que coisas materiais.

Acho importante essa "consideração" que ele demonstrou, inclusive postando no meu Orkut palavras carinhosas chamando-me de sua eterna namorada. Dessa forma, a gente meio que releva todas as bobagens já feitas, passando uma borracha em tudo o que aconteceu no passado e novamente recomeçando um novo capítulo dessa nossa história.

Eu tenho sorte e reconheço isso. Tenho sorte por às vezes passar mal e ele me acodir, indo fazer um chá, buscando o remédio certo para a dor, vindo ver como estou... Apesar de quando se trata de hospitais, ele ser completamente avesso... Mas tudo bem, ninguém é perfeito.

Tenho sorte por ter um filho carinhoso como o Rehael André, que fica ao meu lado o tempo todo, especialmente quando eu vou dormir e mesmo sem ele estar sem um pingo de sono, fica ali, deitado ao meu lado, dizendo: "Boa noite, mamãe. Te amo."

E tenho certeza que o João Victor será uma enorme alegria para essa casa! Resumidamente e concluindo, sim. Eu sei que tenho sorte.