quarta-feira, 28 de setembro de 2016

12 anos do blog...muita coisa já passou por aqui...

Já botei pra fora muita chateação por aqui...
Já compartilhei muitos traumas, medos, expectativas e desilusões...
Já contei minhas alegrias, conquistas e momentos em que fiz o meu melhor apenas por um sorriso.
Mas acima de tudo, tentei contar de uma forma honesta, o que eu passo diariamente com minha limitação física.
Aqui, eu sou a vítima e a acusadora dos meus próprios atos. Justamente pra tirar a ideia de tantas pessoas que querem insistir que quem nasce ou se torna pessoa com deficiência, sinta-se inferior... Você pode e deve se sentir como qualquer outra pessoa.
Nada nos difere porque minha deficiência é visível, beleza. Mas quem garante que aquela moça linda, perfeita e que nos olha de cima, não tenha um problema sério de gastrite, anorexia ou quaisquer outras deficiências que não são tão visíveis.

O que vejo é muita hipocrisia. Gente que age de uma forma nas mídias sociais e quando encontra alguém "diferente" já muda as atitudes. Quer um exemplo?
Quantas vezes já dei de cara com pessoas que eu encontrei em determinadas mídias e que levantavam bandeiras de igualdade e defesa para pessoas com deficiência mas depois olhava pra minha cara e dizia que tinha estacionado ali pra guardar a vaga PCD pra mim, ou estacionou que nem as ventas impedindo que eu usasse minha vaga? Inúmeras!!!
Quantas vezes fui rejeitada, alvo de piadinhas e deboches diretamente a minha pessoa e depois a criatura vai e posta nas mídias que é defensora, que admira e respeita quem tem limitação física? É foda!
Criei esse blog pra colocar pra fora a realidade da vida com meus olhos, na esperança de tocar as pessoas e assim fazê-las perceber que nós temos sentimentos e que magoam.
Que lutamos arduamente, erramos e aprendemos com nossos erros buscando vencer cada batalha diária e merecemos sim, respeito, solidariedade, empatia e tolerância.
12 anos mostrando a realidade da vida com os meus olhos. Rogo a Deus testemunhar uma sociedade menos egoísta, superficial e descartável... Que possamos verdadeiramente ver com os olhos da alma.