terça-feira, 15 de novembro de 2016

Limites físicos, hábitos alimentares e malhação em casa... Pense num desafio arretado!

Oi pessoas...

Tá puxado ultimamente pra mim, mas está divertido. Vivendo um dia de cada vez, e cada vez mais consciente e alerta ao que acontece ao meu redor. Me reconheço ainda muito ingenua e inocente para determinadas atrocidades que acontecem comigo, mas a medida que a gente apanha, a gente amadurece.

Oi? Como vai a musculação? Vai bem. Tô exercitando em casa devido o feriado e daí que vai ficar agora só pra próxima terça, o devido acompanhamento com o terapeuta do SARAH. Continuo repetindo aquela série que compartilhei com vocês e acrescentando outros exercícios que já vi que pessoas limitadas podem fazer.



Alimentação? É... Essa parte ainda está meio complicada... Tenho um organismo muito difícil e certas manias são difíceis de deixar pra lá... Tipo, sou completamente dependente de após comer algo salgado, NECESSITAR de algo doce logo depois... Vai entender... Também não consigo comer nada sem beber algo, nem que sejam apenas 2 dedinhos de algo líquido... Fico com a sensação de refluxo, mal estar, sei lá... São hábitos que provavelmente eu devesse evitar, mas é complicado...

Voltando sobre malhar em casa... Acho que já comentei que quando eu procuro repetir as séries que aprendi, eu coloco música... Tanto pra tentar fazer determinada série durante uma determinada música, como também pra perceber o tempo passando, mudando o pensamento atentando na letra, esquecendo o calor e a dor que causa pelo esforço repetido de determinada atividade...

Essa playlist aqui é minha favorita. Tem músicas antigas bacanas e não me desconcentram quando escuto o que elas estão dizendo... Hahahahhahahahha



Daí que particularmente, desde que comecei no SARAH, eu meio que me empolguei, e tô pedindo a Deus para que isso não seja coisa de momento, e estou procurando executar essas atividades três vezes na semana. Não é bem que eu queira que o resultado apareça logo, porque eu já sei que não é bem assim... Sei que leva um tempinho, mas a necessidade do meu corpo ficar condizente com o que minhas pernas suportam virou questão de vida ou morte! Parece exagero, mas não é. Me pesei na semana que fui ao SARAH e quase caí dura: 67 quilos e não importa essa conversa de que a órtese pesa em média 2 quilos e por isso, tem que calcular direitinho e blá, blá, blá... Gente, eu sou um pingo do i! Tenho 1,49m, meu IMC é de obesidade já!


Esse teste, eu fiz no site português: Teste seu peso - CNF

Eu sei... Eu sei que tenho que fechar a boca e mudar meus hábitos alimentares, que tenho que comer mais fruta, que tenho que evitar refrigerantes, gordura e doces a qualquer custo, e reconhecidamente me sinto fraca nesse sentido. Não me alimento na quantidade necessária por dia. Como de duas a três vezes ao dia e é pra ser feliz. Não almoço e nem janto. Apenas tomo o café da manhã no horário do almoço e lá perto das 18 horas como um lanche... Daí que antes de dormir, tomo uma vitamina, às vezes... 

Tá errado? Tá... Pois é... Eu sei que a ordem deveria ser o:

"Café da manhã de rei, almoço de príncipe e jantar de plebeu"

Mas pela manhã, é mega complicado comer alguma coisa. Não sinto fome. Provavelmente porque tomei a vitamina antes de dormir... Não sei... Só sei que vontade de comer, eu só sinto apenas a partir das 10h30 ou 11h da manhã... Se der tempo, eu como algo antes de sair pro trabalho. Lá, a refeição tem que ser rápida, então, levo um suco de caixinha, uma soda limonada e a ilusória ideia de levar cookies integrais... Essas praga engorda mais que recheado!  Já tentei levar fruta, mas não curto muito... É algo raro fazer isso...


Olhae o modelo de prato que eu deveria ter... Raramente como pratos assim... Nesta semana achei até bacana a ideia do China in Box de criar um prato executivo nesse formato e foi a primeira vez que almocei no trabalho de uma forma que possamos dizer: "É, dessa vez ela comeu algo que prestou..." A única coisa que doeu foi ter que pagar por R$ 35 nessa refeição. E também ter consciência que foi algo não tão saudável de comer, né? Mas entre isso, e as opções anteriores que tinham, foi o jeito.


Ah, o link do teste das necessidades diárias: Necessidade calórica diária
Conscientemente, sei que deveria agir conforme essa imagem abaixo:


É... Tá ruim pra mim...

Tenho que dar um jeito de mudar esses hábitos alimentares pra ontem. Começar a caprichar no café da manhã, seguir para minha malhação, no horário de almoçar, comer algo realmente nutritivo e substituir os doces por frutas e no jantar, comer coisas leves. Talvez vitamina ou mingau de aveia não sejam uma boa ideia. =/

No SARAH eu já entendi que eu preciso de um tempo de pré-aquecimento, alongamento e descanso. É importante nos permitir cinco minutos para um aquecimento, 30 segundos a 2 minutos de descanso entre os exercícios de força e pelo menos dez minutos para um resfriamento e alongamento. Por mais que pareça exagero e desnecessário, é preciso respeitar o tempo para que nosso corpo se adapte da melhor maneira e evitar ao máximo lesões no corpo nessa expectativa de obter resultados!

Estou tentando adequar meu tempo já que minha pretensão é me exercitar entre 2-3 vezes por semana. Nesses exercícios eu tento fazer um treino longo, de uma hora, onde trabalho cardio/aeróbico e pesos, mas vou tentar adequar quando não tiver tanto tempo a trabalhar apenas pesos ou apenas cardio/aeróbico... A intenção é fazer tudo de uma forma que meu corpo se adapte a ideia de não ficar mais sedentária e obter o resultado que preciso.

Segundo orientação do meu terapeuta, meus exercícios precisam ser espaçados o suficiente para dar aos músculos trabalhados 48 horas para se recuperar. Por exemplo, eu posso tentar trabalhar mais as pernas e abdominais, pelo menos três vezes por semana. Neste caso, tenho que ter uma rotina para a parte inferior do corpo e para os abdominais que tenham uma frequência de segunda-quinta-sábado. Nas terças, posso fazer ombros, peitos e tríceps, quartas aeróbicos, sextas costas e bíceps e aos domingos, folga ou aeróbico. Mas parar? Zulive! Posso mais me dar esse luxo não...

Meus materiais continuam sendo coisas básicas que tenho em casa mesmo: garrafinhas pet de 1 litro, ou 1 quilo de alimento não perecível, cabo de vassoura e fico subindo e descendo escadas pelo menos duas vezes durante a semana. Enquanto não procuro uma academia específica, na verdade, é porque sou muito caseira mesmo e não me vejo ainda em lugares assim...

Outra coisa que gostaria de compartilhar com vocês foi a postagem do Enrique Coimbra - DDPP, ele fez praticamente um passo-a-passo para quem quer emagrecer e fazer os exercícios da maneira correta e em casa. Claro que alguns exercícios devem ser adaptados de acordo com a nossa limitação. Tem determinado exercício que não posso fazer, mas sou criativa e busco adaptar à minha necessidade.

Ainda continuo dependente de medicações, e isso tem suas consequências... Fui olhar meu CID 10 para atualizar meu currículo, sim, eu sempre atualizo frequentemente meu currículo, e percebi que tenho mais particularidades que antes não tinha... Mas enfim, a gente vai vivendo e aprendendo e sobrevivendo, né? Meus CIDs atualmente são: G82.2, Q05-8, Q05-9, N31-9, K59-2 e F41.2. Esse último, eu não me orgulho nem um pouco... Que frase ridícula, se orgulhar de quê, criatura? Acho que de todos eles, dou graças a Deus de não ter tido hidrocefalia, de resto infelizmente, é ruim e não desejo pra ninguém... =/ Só sabe quem sente na pele a emoção.

E é isso... Próximo post falarei sobre essas atualizações de currículo... Xêro no ôi.